O que é a teoria genética?


  • 2 respostas
  1. O evolutiva síntese moderna geralmente significa a integração da teoria da evolução das espécies por seleção natural de Charles Darwin, a teoria da genética Gregor Mendel como base para herança biológica, a mutação genética aleatória como a fonte da genética de populações variaciny matemtica. Figuras importantes no desenvolvimento da síntese moderna incluem Thomas Hunt Morgan, R. A. Fisher, Theodosius Dobzhansky, J. B. S. Haldane, Sewall Wright, William Donald Hamilton, Cyril Darlington, Julian Huxley, Ernst Mayr, George Gaylord Simpson e G. Ledyard Stebbins.

    Essencialmente, a síntese moderna introduziu conexão entre duas importantes descobertas: a unidade da evolução com o mecanismo da evolução. Também representa a unificação de vários ramos da biologia anteriormente Tenan pequenos em genética comum, especialmente, a citologia, a sistemática, a botânica ea paleontolog um.

  2. Genética
    Cromossoma na citologia, nome dado a uma estrutura filiforme pequeno formado por ácidos nucleicos e proteínas presentes em todas as células vegetais e animais,. O cromossoma contendo o ácido nucleico, o ADN, o qual é dividido em unidades mais pequenas chamadas genes. HESE clula determinar características hereditárias ou corpo. As células; indivíduos de uma espécie em particular, muitas vezes têm um número fixo de cromossomos, que em plantas superiores e animais são apresentados em pares. Os seres humanos têm 23 pares de cromossomos. Nestes organismos, as células reprodutivas; slo geralmente têm metade dos cromossomas presentes no corpo ou somticas. Durante fecundacin, e esperma unir e reconstruir vulo em pares a nova agência da disposição dos cromossomos, a metade destes cromossomos vem de um genitor e metade do outro. É possível alterar o número de cromossomas artificiais, em particular, em vegetais, em que são múltiplos do número médio de cromossomas por tratamento com colchicina.

    QU dizer com "genética"

    A genética é uma ciência e, portanto, como tal, envolve "um conhecimento certo das coisas por seus princípios e suas causas." Então. culés são coisas tais como estudos de ciência da genética? Portanto, o "Herenca Biológica" e a "variação". E, seus princípios e causas, são as "leis e princípios que regem" "semelhanças" e "diferenças" entre os indivíduos do "tipo" mesmo.

    Ddesglosar tentar a definição de genética clarificação, e assim subir um por um peldaos que levam a uma maior complexidade na mesma, que é a "manipulação". Primeiro, é necessário deixar para concedido como um conceito claro tão simples, mas está a dar-se, e então surgir como muitos conceitos. AI discutir as características pertencentes a toda a matéria viva, é dito que "todos os seres vivos nascem de um outro eu gosto", ou seja, tem "personagens" como os de seu pai. E o que eles querem dizer com "caráter"? Cada peculiaridade é, cada recurso, seja morfolgico, individual bioqumico funcional ter um biológico.

    E esses "personagens" ou características fazem parte da "espécie" mesmo. .

    Até agora, tudo indica que os personagens de estudo da genética tais são transmitidos de pais para filhos, que os fazem parecer aqullos entre s. Mas também acontece de ter caracteres que não são iguais, o que varia, e que nesta ciência são chamados "variações", e são também transmitidos genticamente, ou são influenciados pelo ambiente ambiente, o que é chamado de "parátipo".

    O que é um obscuro dentro desta definição, é como generacina transmitida de uma outra, esses "personagens" e essas "variações": aqui é onde vai o conceito de "gene" , trmino que deriva o nome desta ciência emocionante que é a genética.

    Que é um gene?

    FORMA DE QU EST? ,

    Neda é? ,

    CMO é passada de pais para filhos?

    As respostas a estas perguntas, o encadeamento IRN tal que danado como conclusão, a formação de um ser vivo, um biológico individual.

    Todos os indivíduos estn unidades microscpicas que consistem em tecidos grupo formando. Estas unidades têm s dentro de um núcleo, isto é, uma estrutura diferenciada dentro da clula. Dentro do núcleo é um que é responsável macromolcula de informação genética.

    Chamado "gene", em seguida, as várias partes deste macromolcula tratando cada uma delas uma característica específica hereditária. Obtencin Embora uma característica particular é mais complexo e depende da interacção com o material genético do citoplasma celular, com o meio ambiente, e também a interacção com outros genes.

    O conjunto de genes herdados é o que é chamado de "genótipo". O "genótipo", fornece a informação necessária para a produção de vários caracteres, então stas são influenciadas pelo ambiente, e isso dependerá de vida de cada indivíduo. Essa interação com o meio ambiente é o que chamamos de "fenótipo", que é o que o indivíduo sensorial visto.

    Dissemos que o "gene", foi composto por uma macromolcula, o ácido desoxirribonucleico, que é formada por duas cadeias ligadas entre s funkiest e em espiral.

    CIÊNCIAS NATURAIS

    Em 1866, um lustre sacerdote agostiniano chamado Gregor Mendel Botânica público os resultados de uma pesquisa realizada feijão pacientemente no jardim de seu convento por mais de dez anos. stas consistindo cruzamento de variedades diferentes de ervilhas e ver como eles transmitem algumas de suas características para a próxima geração.

    O sistema deles era experimentação bem sucedida, devido à sua simplicidade, uma vez que foi dedicado a cruzar plantas em uma característica diferan slo externa, por outro lado, era facilmente detectável. Por "exemplo, cruzar mudas verde com plantas amarelas sementes, plantas com hastes longas com outra curta de haste, etc

    Mendel intuy existe um factor que determinou o corpo de cada uma dessas características. Segundo l, este fator deve ser composto por dois elementos, Lino que herdaram o corpo masculino e outro elemento. Além disso, estes elementos irão consistir em duas versões, idênticos ou diferentes do mesmo caracter, cada um, fornecer factor de tensão, por exemplo, uma cor diferente para a semente ou um comprimento diferente do caule da planta. Além disso, como veremos mais tarde, algumas versões será dominante sobre os outros. Atualmente, esses fatores são chamados de genes, derivado do grego que significa uma geração de prazo, e cada versão diferente do gene é chamado alelo. Como o gene que determina, por "exemplo, a cor da semente da planta de ervilha pode ser" dois alelos, um para sementes verdes e de outras sementes para amarelo.

    Observando os resultados de sistemticos cruzamentos, Mendel elabor uma Teoria Geral da herança, conhecido como leis de Mendel.

    A primeira lei de Mendel

    Se duas raças puras são atravessados por um determinado personagem, os descendentes de primeira geração são todos iguais entre s e, por sua vez, igual a um pai, que é o detentor do alelo dominante. Mendel elabor este princípio observar que, se duas plantas puras de ervilha cruzado, semente de uma amarela e uma sementes verdes, descendência que obtena, que eu chamei plantas F1, consistindo apenas que producan sementes amarelas. Estas plantas devem ter, no gene que determina a cor da semente, os dois alelos herdado dos seus pais Haban, um alelo para o verde e um para o amarelo, mas, por algum motivo , slo manifestou esta última, por isso denomin alelo dominante, enquanto a primeira é chamadas alelos recessivos.

    A segunda lei de Mendel

    Alelos recessivos, cruzamento de duas raças puras, não ocorrem na primeira geração, a segunda geração reaparecer entre os indivíduos resultantes da primeira. Além do proporcin está contida em 1 a 3 em relação aos alelos dominantes. Ervilhas Mendel s cruzam entre sementes amarelas obtidos na primeira geração da experiência anterior. Quando classificada a prole resultante, observável que as sementes de cerca de três quartos Tenan amarelas e os restantes trimestre sementes Tena verdes. Isto é, a semente da personagem verde, feijão não apareceu em qualquer da planta da primeira geração, que s Apareça no segundo em menor proporção do que o carácter sementes amarelas

    Terceira Lei de Mendel

    Os caracteres são herdadas independentemente um do outro e combinar aleatoriamente passado para a descendência, manifestando-se na segunda geração filial ou F2. Neste caso, Mendel seleccionado para o cruzamento de duas plantas que diferem em características, por exemplo, a cor das ervilhas e de superfície.

    Noto que o generaci6n primeiro era composto unicamente de plantas com ervilhas amarelas e lisas, cumprindo a primeira lei. No generaci6n segunda, no entanto, apareceu todas as combinações possíveis de caracteres, embora inthe seguindo proporções: 1/16 parte de ervilhas verdes e ásperas, 3/16 de verde, liso, 3/16 de amarilios e, finalmente, áspera e 9/16 amarelo e liso. Isto levou-o a pensar que as estruturas de genes eram independentes uns dos outros e, portanto, que a única possibilidade que dependia combinaci6n do mesmo que podem aparecer na prole.

    Depois de Mendel genética: teoria cromossômica da herança

    No início deste século, quando as técnicas para o estudo da célula foram suficientemente desenvolvida, determinou-se que os genes eram compostos de ácido desoxirribonucleico, e também estavam dentro de estruturas no citoplasma, que apareceu pouco antes de cada processo de divisi6n celular. Estas estruturas são a denomin6 cromossomos, um termo que significa corpos coloridos, com a intensidade com que determinadas cores para ser teidos fixos para observar ao microscópio. Você viu que estes apareceram na célula formando repetido um determinado número de pares de cromossomas homólogos característicos de cada espécie, uma das quais foi herdado do pai e um da mãe. Além disso, verificou-se que o número de pares de cromossomas não dependem da complexidade dos vivos. Por exemplo, no homem 23 pares contados, enquanto que em uma planta, tais como o trigo pode ser de até 28 pares.

    Com base nestes resultados e estudos realizados em 1906 pela American zoólogo Thomas H. Morgan nos cromossomas da mosca da fruta, poderia desenvolver cromos6mica teoria da hereditariedade que estabelecido de modo a inequvoca localizac16n físico de genes na célula. Graças a esta teoria também pode dar um casos explicaci6n definitivas onde a precisão não está satisfeito com as leis de Mendel da referida tem.

    Semelhante a Mendel, Morgan forma dedic6 sistemática em diferentes variedades de moscas de fruta. Estas moscas ofereceu muitas vantagens sobre as ervilhas como eles têm um ciclo de vida muito curto, produzem uma prole grande, são fáceis de cultivar, têm assim s6lo quatro cromossomos e que facilmente observáveis características hereditárias, como a cor dos olhos, a presença ou ausência de asas, etc.

    Herança de genes ligados

    Pesquisa com moscas de fruta Morgan proporção à evidência de que os personagens nem sempre foram herdados de forma independente como Mendel postulou em sua terceira lei. Ele descobriu que ter apenas quatro cromossomos diferentes, muitos genes tinha de estar ligado, ou seja, deve compartilhar o mesmo cromossomo e, portanto, mostram uma clara tendência transmitida para a prole juntos. No entanto, as conclusões alcançadas por Mendel anos atrás, não havia mais certo para genes não conectadas. Apenas uma chance escogiese Mendel fez cruzamentos para as suas características de plantas determinadas por genes localizados em cromossomos diferentes.

    Ligada ao sexo herança

    Em um de seus primeiros experimentos, Morgan cruzar um macho de olhos vermelhos moscas com uma mulher que conheceu por acaso e tinha olhos brancos. As moscas que obtidos na primeira geração F1 ou se todos os olhos vermelhos, como descrito na primeira lei de Mendel. Mas quando essas moscas cruzam para obter a segunda geração filial ou F2, descobriu que os olhos brancos apareceu apenas em moscas macho e também como um traço recessivo. Por alguma razão, o traço branco de olhos não foi transmitido para moscas fêmeas, a violação, pelo menos parcialmente, a segunda lei de Mendel. Ao mesmo tempo, nas suas observações microscópicas, extraeza Morgan advertiu que os quatro pares de cromossomos de homens, houve um casal que não tinha cromossomos homlogos exatamente da mesma maneira. Era como se um deles estava faltando um pedaço, de modo que a partir desse momento a este casal é o cromossomos XY denomin6. No entanto, na mulher, o mesmo par de cromossomas homlogos, não há diferença entre os dois, de modo que o denomin cromossomas. Morgan pensou que anmalos resultados da cruz anterior foram porque o gene que determina a cor dos olhos no porcin estava ausente do cromossomo Y masculino.

    Portanto, no caso das fêmeas a serem dois alelos, embora um deles era a recessão, o personagem se manifestou normal. Nos machos, no entanto, ter apenas de um alelo, o carácter recessivo se pudesse ser observada. Assim também foi estabelecido que o sexo foi herdada como um personagem corpo ms.



Mais Perguntas: